Agricultura


Juscimeira ocupa a 53ª posição entre as cidades que mais utilizam agrotóxico em MT

O município de Juscimeira sediou o Fórum de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos da Região Sul de Mato Grosso, nesta sexta-feira (06/04). O evento contou com a participação da comunidade escolar da E.E Antônio José de Lima, autoridades e convidados.

Conforme explicou a procuradora do Trabalho, Vanessa Martini, o fórum foi criado em 2016 com o objetivo de ser um espaço de articulação e difusão de informações sobre o impacto dos agrotóxicos na saúde e no meio ambiente. Acrescentou a importância da conscientização e da participação da população na matéria.

Já o professor Maelissom, pesquisador do Núcleo de Estudos Ambientais  e Saúde do Trabalhador do Instituto de Saúde Coletiva da UFMT, ressaltou a importância do fórum e da necessidade de identificação dos casos de intoxicação.

Na ocasião, ele fez a exposição dos estudos sobre a utilização dos agrotóxicos no estado, com a apresentação de dados, que comprovam que o Mato Grosso é o primeiro produtor, seguido do Paraná, onde a utilização de agrotóxico é a mais elevada do país.

De acordo com dados e pesquisas do impacto dos agrotóxicos apresentados pela enfermeira, Stephanie Sommerfeld, da IFMT e pesquisadora do Núcleo de Estudos Ambientais e saúde do Trabalhador, atualmente o município de Juscimeira ocupa a 53ª posição das cidades do Mato Grosso que mais utilizam veneno.

A enfermeira ressaltou que pelo tamanho do município essa posição é um alerta sobre a quantidade de agrotóxico que vem sendo utilizada, o que pode acarretar diversos problemas como má formações de feto e abortos, dados obtidos por meio de estudos de agrotóxico no leite materno.

“A pesquisa apontou que, dividindo a quantidade de agrotóxicos utilizada por habitante, temos um total de 70 litros de agrotóxicos por habitante”, destacou a enfermeira.

Aberta para perguntas, várias participações ocorreram, como de representante da CPT, de assentamentos, alunos representante do Sindicato dentre outros. As perguntas foram esclarecidas pelos membros da mesa, com debate entre os presentes. Foi questionado qual exame é necessário para identificar a intoxicação por agrotóxico, ao que foi esclarecido pela enfermeira que há alguns exames cobertos pelo SUS e outros, mais complexos, que são feitos no Rio Grande do Sul e não cobertos pelo SUS.

Com o término, foi servido lanche que privilegiou a produção local, já que preparado pela Associação de Mulheres de Rondonópolis, com produtos naturais e provenientes da agricultura familiar.


Publicado em 09/04/2018

Fonte: Assessoria de Imprensa / PMJ


Últimas Notícias

2018 © Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Juscimeira - Mato Grosso - CEP: 78810-000